A Nutricionista

Carolina Baccei

Bacharel em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo; Especialista em Nutrição Clínica Funcional pela VP consultoria; Formação em Auriculoterapia pela Humaniversidade e Prestadora de Serviços para Rede Record no programa A Fazenda (1ª/2ªe 3ªtemporada)

[ +mais ]

2 jul 2010

Nutrição Funcional nas Doenças da Próstata

A próstata é uma glândula exócrina que faz parte do sistema reprodutor masculino cuja a função principal é produzir e armazenar sêmen. Os problemas mais relacionados a próstata são: as prostatites (inflamação da próstata), hiperplasia benigna da próstata e o câncer de próstata.
O tipo de dieta de um indivíduo pode influenciar diretamente na saúde prostática tanto no lado positivo quanto negativo.
Uma alimentação excessiva em gorduras de origem animal, carne vermelha e alimentos fontes de cálcio e o baixo consumo de peixes tem sido associada ao aumento no risco de desenvolvimento do câncer de próstata. Já uma dieta rica em vegetais, selênio e licopeno tem sido indicada como um fator de proteção para a redução do risco de desenvolvimento de neoplasias na glândula em questão.
A obesidade também pode ser considerado um fator de risco para a próstata. Segundo alguns pesquisadores, o tecido adiposo é capaz de armazenar pesticidas lipossolúveis e produzir hormônios que induzem a proliferação desordenada de células.
Em contrapartida, existe alimentos que podem ser aliados na prevenção e até no auxílio do tratamento da doença:
LICOPENO – É um carotenóide encontrado no cloroplasto das plantas, que possui atividade antioxidante e quimiopreventiva. Fontes:tomate, goiaba, laranja vermelha, melancia, mamão e pitanga.
*Vale lembrar que os vegetais na versão orgânica possuem maior concentração de substâncias benéficas do que as convencionais.
SELÊNIO – É um micronutriente com ação antioxidante, relacionado com o mecanismo de proteção contra o câncer. As sementes oleaginosas, em especial, a Castanha do Brasil, são as melhores fontes de selênio e apresentam também alto teor de tocoferol.
ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA-3 – Os ácidos EPA e DHA podem ajudar a reduzir a proliferação de um tumor já instalado, aumentando a sobrevida do paciente. Esta mesma função pode ser atribuída à epigalocatequina-3-galato, um flavonóide presente nos chás derivados da planta Camellia sinensis (chá verde, branco,vermelho, preto, oolong).
ÁCIDO FÓLICO (folato ou vitamina B9) – Possui ação anti-carcinogênica, pode ser encontrado nas folhas verdes escuras, leguminosas, fígado, ovo, semente de girassol, laranja, abacate, entre outros.
RESVERATROL – Possui ação antioxidante e pode ser encontrado em uvas e sementes oleaginosas.
Nutrir a célula de forma adequada é essencial para a prevenção de doenças no futuro!

Deixe seu comentário

*
*

Seu email nunca será publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios marcados com *

Últimos posts